CONTENTAR-SE COM O QUE TEM

CONTENTAR-SE COM O QUE TEM

Meus queridos, essa frase é linda na teoria, porém a prática é tremendamente difícil, pois as oportunidades de alcançarmos coisas melhores são grandes e ninguém quer ficar pra traz.O orgulho que temos dentro de nós, é bem maior do que o contentamento.

Creio que o slogan do mundo seja “EU QUERO MAIS”, “QUERO O MELHOR”, “PRECISO COMPRAR AQUILO, ANTES QUE VÁ ALGUÉM E COMPRE” e assim entendemos que tem uma coisinha difícil de lidar, chamada ganância que nos corroe e corrompe, a ponto de pensarmos da mesma forma que o  mundo. Esse posicionamento é humano e vaidoso e precisamos estar atentos, pois estes slogans são malignos e transportam nossas mentes para o limite da ganância. Na verdade a ganância massageia nosso ego, a ponto de querermos sempre mais e mais, sem pensar nas circunstâncias que nos rodeia ou se para levar vantagem vamos pisar alguém.

Em 1ºTim. 6:6-11 temos uma lição para todos aqueles que dizem que o crente tem que parar de pensar pequeno e precisa começar pensar em coisas grandes: Mas é grande ganho a piedade com contentamento. Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele. Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes.  Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.

Quantos conselhos maravilhosos Paulo passa para Timóteo. O que percebemos em Paulo é que ele era contente com o que tinha e a forma que vivia, pois ele bem conhecia quem o chamou e sabia que sua corrida neste mundo não era para alcançar riquezas e sim para alcançar vidas perdidas e por fim uma coroa de glória. Ele nos diz que aprendeu a viver contente em toda e qualquer situação. Fil. 4.11.

Será que esse aprendizado é fácil? Creio que não. O fato é que neste aprendizado temos que desprezar as coisas materiais, entendendo que se o nosso coração estiver arraigado nestas coisas passageiras e terrenas, com certeza vamos ser submersos nelas, ficando presos às mesmas. Devemos nos apegar às coisas espirituais que verdadeiramente traz alegria verdadeira e a certeza de que nada trouxemos para este mundo e daqui nada iremos levar. Com a correria e a reciclagem do dia a dia, fica uma pergunta para cada um de nós. Queremos aprender a viver contentes com o que temos?

Não estou dizendo que é pecado lutar para conseguir coisas melhores, estou dizendo que devemos lutar sem ganância deixando o controle do desenvolvimento e resposta da nossa luta diante do Senhor para que Ele no devido tempo nos coroe de êxito. Estou falando de descansar no Senhor e na força do seu poder e ao mesmo tempo saber usar e aplicar em sua obra os recursos que Ele tem colocado em nossas mãos, mostrando com isto que somos mordomos fiéis, que reconhecemos que Nele está toda bondade e com isso passamos a ter um coração agradecido.

Note que a Bíblia não diz em momento algum que não devemos ser ricos, ou que não devemos empenhar em conquistar as coisas que desejamos (desde que sejam lícitas), mas é interessante notarmos que existem coisas lícitas que Paulo diz que não nos edificam. É neste sentido que Paulo diz que se não estivermos contentes em toda e qualquer situação, não vamos enxergar as verdadeiras bênçãos de Deus que estão sendo dispensadas a nós diariamente. Paulo ainda diz pra Timóteo que nessa cobiça (amor pelas riquezas), muito se desviaram da fé, pois, desviaram o foco da sua fé do Deus Eterno, para coisas terrenas e temporais.

Estas palavras não soam bem aos nossos ouvidos, pois nos incomodam nestes dias que temos vivido de verdadeira disputa por possuir mais e mais, para garantirmos a tranquilidade do futuro. O que levaremos dessa terra?

Nada trouxemos e nada levaremos deste mundo. Se pensássemos melhor nesta frase iriamos compreender o posicionamento de Paulo.

Não seria melhor investirmos em bens espirituais, que vão trazer um contentamento eterno e uma segurança real? O grande problema do homem está localizado no seu ego, que o transforma em alguém ganancioso e com isto quer ser o maior e o melhor entre as pessoas de sua convivência.

Se partirmos do princípio de que somos indignos, não merecedores de absolutamente nada, pensaríamos de forma diferente sobre o que o Senhor tem permitido para nossa vida, com um censo de gratidão e reconhecimento de que tudo o que o Senhor faz é realmente bom e perfeito em todos os aspectos.

Que saibamos agradecer a Deus por tudo o que somos e tudo o que temos.

                                 Paulo Roberto Magri

                       Casa de Oração – Uberaba MG

paulorobertomagri@hotmail.com

 

One Response to CONTENTAR-SE COM O QUE TEM

  1. sid disse:

    Obrigado, me ajudou, alguns versículos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*
To prove you're a person (not a spam script), type the security word shown in the picture. Click on the picture to hear an audio file of the word.
Anti-spam image